nature-213364_960_720

A proposta pede a criação de um Ministério do Desenvolvimento Rural

02 de abril de 2016

Documento divulgado em 02/04, durante a reunião do Conselho Nacional dos Secretários de Agricultura (Conseagri), na 82ª Expozebu, em Uberaba (MG), defende a extinção do Ministério da Agricultura e do Ministério de Desenvolvimento Agrário (MDA). Em compensação, pede a criação de um Ministério do Desenvolvimento Rural, como forma de sustentar a economia agropecuária. “Se apenas o MDA for extinto, isso vai desencadear um debate político de muitas incompreensões”, afirmou Zander Navarro, sociólogo, pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e um dos autores do texto, que também é assinado por Arnaldo Jardim e Octaciano Neto, secretários de Agricultura de São Paulo e Espírito Santo, respectivamente.

Em linhas gerais, o documento, cujo título é “A economia agropecuária brasileira – o que fazer?”, defende o fomento do crescimento produtivo e a ampliação do setor agrícola nacional no comércio global, “assegurando assim que o setor possa manter seu indiscutível papel positivo na economia, sobretudo em um período de crise”.

O documento tem 06 principais eixos: “desafios estratégicos (principais) fora da porteira”; “desafios estratégicos (principais) dentro da porteira”; “produção e comércio”; “Estados e políticas para as regiões rurais”; “o desfaio estratégico redistributivo – a nova forma da questão social”; e “ações de médio prazo: pesquisa agrícola e legislação trabalhista.

O estudo também sugere o estímulo aos investimentos, desde cadeias produtivas até infraestrutura logística; a mitigação das tensões sociais no campo e a “a elaboração de uma estratégia de desenvolvimento rural para o Brasil, a qual possa ser posta efetivamente em execução a partir de 2017/2018”.

Fonte: Globo Rural